|

Como investir com juros compostos?

Investir é uma das maneiras mais eficientes de fazer seu dinheiro trabalhar por você e aumentar seu patrimônio ao longo do tempo.

Quando se trata de investimentos, uma estratégia comum e poderosa é aproveitar os juros compostos.

Neste artigo, vamos explorar o que são juros compostos e como você pode utilizá-los para potencializar seus investimentos.

O que são juros compostos?

Juros compostos são a forma de cálculo de juros sobre o capital inicial acrescidos dos juros acumulados ao longo do tempo. Diferentemente dos juros simples, em que os juros são calculados apenas sobre o valor principal, nos juros compostos, os rendimentos são reinvestidos, gerando um efeito multiplicador ao longo do tempo.

Esse efeito ocorre porque, a cada período, os juros são calculados não apenas sobre o capital inicial, mas também sobre os juros acumulados até então. Conforme o tempo passa, os juros compostos começam a representar uma parcela significativa do retorno total dos investimentos.

Qual a diferença de Juros simples e Juros compostos?

A diferença entre juros simples e juros compostos está na forma como os rendimentos são calculados ao longo do tempo.

Juros simples são calculados apenas sobre o valor principal do investimento. Isso significa que, a cada período, os juros são aplicados apenas ao valor inicial, sem levar em consideração os juros acumulados anteriormente. Dessa forma, o valor dos juros permanece constante ao longo do tempo, independentemente do período de investimento.

Por outro lado, juros compostos levam em consideração não apenas o valor principal, mas também os juros acumulados até o momento. A cada período, os juros são calculados sobre o valor total do investimento, incluindo os juros acumulados anteriormente. Isso resulta em um efeito de “juros sobre juros”, em que os rendimentos são reinvestidos e geram um crescimento exponencial ao longo do tempo.

Exemplo:

Juros Simples: R$ 10.000 investidos em um investimento que pague 10% ao ano, vai te pagar R$ 1.000 no ano 1. No final do ano 1 você tem R$ 11.000. Mas no ano 2, pagaria 10% também apenas sobre o valor investido, rendendo mais R$ 1.000 e você teria R$ 12.000 no final do ano 2.

Juros Compostos: R$ 10.000 investidos em um investimento que pague 10% ao ano, vai te pagar R$ 1.000 no ano 1. No final do ano 1 você tem R$ 11.000. Mas no ano 2, pagaria 10% sobre o montante final do ano 1 (10% de R$ 11.000 dessa vez), rendendo mais R$ 1.100 e você teria R$ 12.100 no final do ano 2.

Em resumo, a principal diferença é que juros simples são calculados apenas sobre o valor principal, enquanto juros compostos levam em conta tanto o valor principal quanto os juros acumulados. Os juros compostos têm um potencial de crescimento maior ao longo do tempo, o que os torna mais atrativos para investimentos de longo prazo.

Como calcular os juros compostos de um investimento?

A fórmula para calcular juros compostos é um pouco mais complexa, mas permite levar em consideração o efeito de juros sobre juros. A fórmula é a seguinte:

Montante = Principal (P) * [1 + Taxa de Juros (i)]^Tempo (t)

Nessa fórmula, “Montante” representa o valor total acumulado, incluindo o principal e os juros acumulados, “Principal” é o valor inicial do investimento, “Taxa de Juros” é a porcentagem da taxa de juros aplicada e “Tempo” é o período de tempo em que o investimento é realizado. O símbolo “^” indica a potenciação, ou seja, elevar a taxa de juros ao tempo.

Essas são as fórmulas básicas para calcular juros simples e juros compostos. É importante lembrar que a taxa de juros deve ser expressa na mesma unidade de tempo que o período de investimento (por exemplo, se a taxa for anual, o tempo também deve ser em anos). Utilizando essas fórmulas, é possível calcular o valor dos juros e o montante acumulado em diferentes períodos de investimento.

Como investir com juros compostos?

Todo investimento em que você não retira os juros, acabam sendo investimentos que se aproveitam dos juros compostos para multiplicar seu dinheiro.

Investimentos que te pagam todo mês ou ano, saindo assim os juros do investimento, precisa que você re-invista esses juros (lucro) que foram pagos para garantir o melhor desempenho do seu investimento.

Veja abaixo algumas dicas para você garantir aproveitar ao máximo os juros compostos em seus investimentos:

Comece cedo e mantenha-se consistente:

A chave para aproveitar ao máximo os juros compostos é começar a investir o mais cedo possível. Quanto mais tempo seus investimentos tiverem para crescer, maior será o impacto dos juros compostos. Além disso, é importante manter-se consistente, contribuindo regularmente para seus investimentos ao longo do tempo.

Escolha investimentos adequados:

Para se beneficiar dos juros compostos, é essencial escolher investimentos que ofereçam retornos atrativos ao longo do tempo. Diversas opções estão disponíveis, como ações, títulos, fundos de investimento e fundos de previdência. Analise cuidadosamente as opções disponíveis, considerando seus objetivos financeiros, tolerância ao risco e horizonte de investimento.

Reinvista os rendimentos:

Uma das características fundamentais dos juros compostos é a reinvestição dos rendimentos. Ao receber dividendos, juros ou qualquer forma de retorno sobre seus investimentos, considere reinvestir esses valores para aproveitar o poder dos juros compostos. Isso aumentará ainda mais o crescimento do seu patrimônio ao longo do tempo.

Tenha uma estratégia de longo prazo:

Investir com juros compostos é uma estratégia de longo prazo. É importante ter paciência e manter uma visão de longo prazo em relação aos seus investimentos. Evite se deixar levar pelas flutuações do mercado de curto prazo e mantenha o foco nos objetivos financeiros de longo prazo.

Busque conhecimento e diversificação:

Para investir com sucesso com juros compostos, é essencial buscar conhecimento sobre finanças e investimentos. Eduque-se sobre diferentes tipos de investimentos, estratégias de alocação de ativos e gestão de riscos. Além disso, busque diversificar sua carteira de investimentos, distribuindo seu capital entre diferentes classes de ativos e setores da economia.

Qual o melhor investimento de juros compostos?

Estes são 4 investimentos que você pode fazer em qualquer corretora que usam os juros compostos para trabalhar para você:

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

Ao investir em um CDB, o dinheiro aplicado rende juros compostos ao longo do tempo. Os juros são calculados sobre o valor inicialmente investido e são incorporados ao montante total, aumentando assim o rendimento.

Para conhecer mais, veja o que são CDBs e como investir neles!

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

A LCI e a LCA são investimentos de renda fixa ligados ao setor imobiliário e do agronegócio respectivamente. Ao investir em LCI, os juros compostos são aplicados sobre o valor investido, permitindo que o montante acumulado cresça ao longo do tempo de forma exponencial.

Para conhecer mais, veja os tipos de LCI e LCA que você precisa conhecer!

Fundos Imobiliários ao reinvestir os dividendos

Ao investir em Fundos Imobiliários, o investidor recebe dividendos provenientes dos aluguéis e rendimentos dos imóveis presentes no fundo, normalmente todo mês. Para que os juros compostos realmente trabalhem nesse investimento, esses dividendos deve ser reinvestidos no próprio fundo. Esse reinvestimento é que possibilita o crescimento do patrimônio por meio dos juros compostos.

Para conhecer mais, conheça os fundos imobiliários de setores diferentes, como os fundos imobiliários de logística e os fundos imobiliários de shopping!

Ações ao reinvestir os dividendos

Ao investir em ações, o investidor pode receber dividendos distribuídos pela empresa em que investiu. Esses dividendos podem ser reinvestidos na compra de mais ações da mesma empresa ou de outras empresas, permitindo que o patrimônio cresça ao longo do tempo com o poder dos juros compostos. As próprias empresas nesse caso reinvestem o lucro para que a empresa possa crescer mais rapidamente, com os novos investimentos feitos através do lucro dos trimestres anteriores.

Nessa estratégia, é necessário escolher empresas de setores diferentes mas que sejam boas pagadoras de dividendos. Alguns exemplos de empresas que pagaram bons dividendos no passado são a Petrobrás e o Banco do Brasil, dos setores de energia e Bancos, respectivamente.

Em todos esses exemplos, a utilização dos juros compostos contribui para aumentar o potencial de retorno dos investimentos, pois o rendimento é incorporado ao valor investido, possibilitando um crescimento acelerado ao longo do tempo. É importante ressaltar que a rentabilidade desses investimentos pode variar e é fundamental realizar análises e pesquisas adequadas antes de investir.

Conclusão

Investir com juros compostos é uma estratégia poderosa para aumentar seu patrimônio ao longo do tempo. Aproveitando o poder do tempo, reinvestindo os rendimentos e mantendo uma visão de longo prazo, você pode alcançar resultados expressivos em seus investimentos.

Lembre-se de buscar conhecimento, escolher investimentos adequados e manter-se consistente em suas contribuições. Com disciplina e paciência, você estará no caminho certo para colher os benefícios dos juros compostos e alcançar seus objetivos financeiros.

Similar Posts