Como Investir na Bolsa Americana?

Investir na bolsa americana tem se tornado uma alternativa cada vez mais atraente para investidores que buscam diversificação e oportunidades em um mercado financeiro robusto e diversificado.

Com o avanço da tecnologia e a acessibilidade proporcionada pelas corretoras internacionais, investir nos Estados Unidos está ao alcance de qualquer pessoa interessada em explorar essa opção.

Neste guia, vamos percorrer os passos essenciais para investir na bolsa americana, abordando desde a abertura de uma conta no exterior até as opções de investimento disponíveis.

Como Investir na Bolsa Americana (Passo a Passo usando uma Conta no Exterior)

Investir na bolsa americana requer uma abordagem estruturada. Aqui está um guia passo a passo para orientá-lo no processo:

1. Abertura de uma Conta em uma Corretora no Exterior:

Para investir nos mercados dos EUA, você precisará de uma conta em uma corretora internacional. Escolha uma corretora confiável que ofereça acesso aos ativos desejados, como ações, ETFs e outros.

2. Transferência de Fundos do Brasil para a Conta no Exterior:

Após abrir a conta, será necessário transferir seus fundos do Brasil para a sua conta no exterior. Siga as instruções da corretora para concluir essa etapa.

3. Exploração da Plataforma de Negociação:

Familiarize-se com a plataforma de negociação da corretora. Essa plataforma permitirá que você compre, venda e acompanhe os ativos na bolsa americana.

4. Escolha e Compra dos Ativos Desejados:

Selecione os ativos em que deseja investir. Isso pode incluir ações individuais, ETFs, fundos de investimento ou REITs. Coloque ordens de compra conforme suas escolhas.

Qual a Melhor Corretora para Investir na Bolsa Americana?

A escolha da corretora é crucial para o seu sucesso ao investir na bolsa americana. Pesquise corretoras internacionais renomadas que ofereçam uma plataforma amigável, ferramentas de análise e baixas taxas de transação. Avalie fatores como atendimento ao cliente, disponibilidade de produtos financeiros e reputação no mercado.

Quais Investimentos Posso Fazer na Bolsa Americana?

A bolsa americana oferece uma ampla gama de opções de investimento:

1. ETF de Renda Fixa:

Os ETFs de renda fixa acompanham índices de títulos de renda fixa, oferecendo exposição a essa classe de ativos com diversificação e baixas taxas.

2. ETF americanos de Índice:

Os ETFs são fundos de investimento que rastreiam índices de ações, proporcionando diversificação em diferentes classes de ativos. Existem ETFs de setores específicos, ETFs de empresas boas pagadoras de dividendos, entre outros.

Com esses ETFs, você pode investir, por exemplo, na NASDAQ (QQQ) ou no S&P 500 diretamente e obter a diversificação de 500 empresas diferentes em um único ETF.

3. Ações (Stocks):

Investir em ações individuais permite que você seja acionista de empresas renomadas, podendo lucrar com seu crescimento e desempenho, além de receber dividendos dessas empresas. Grandes empresas como Apple e Microsoft possuem valores altos para uma única ação.

Ainda assim, é possível comprar Stocks fracionados (uma fração da ação da Apple ou Microsoft, por exemplo) ou ainda comprar Stocks de empresas baratas, com valores abaixo de US$ 5,00.

4. REITs (Real Estate Investment Trusts):

Os REITs possibilitam investir no mercado imobiliário americano, proporcionando dividendos regulares e exposição ao setor imobiliário.

É Possível Investir na Bolsa Americana do Brasil?

Sim, é possível investir na bolsa americana mesmo estando no Brasil. Existem diferentes abordagens para isso:

1. BDRs (Brazilian Depositary Receipts):

Os BDRs permitem investir em empresas estrangeiras listadas na bolsa americana por meio de corretoras brasileiras. Existem diversas vantagens em usar BDRs para investir na bolsa americana, como a possibilidade de investir diretamente do Brasil, sem precisar abrir uma conta no exterior ou realizar o câmbio em dólar.

2. Fundos de Investimento no Exterior:

Alguns fundos de investimento brasileiros oferecem exposição à bolsa americana, permitindo investir indiretamente nos EUA. Diferente dos ETFs, um Fundo de Investimento no Exterior possui uma gestão ativa, o que significa que o gestor e analistas escolhem as empresas e trocam ativamente essas empresas no momento que o valor da ação atingir o preço esperado.

Esses Fundos devem ter explicitamente no nome o termo Investimento no Exterior ou BDR nivel I, ambos são termos usados para os fundos com exposição a empresas em dólar.

3. ETF IVVB11:

O ETF IVVB11 replica o desempenho do índice S&P 500 e pode ser adquirido na bolsa brasileira, proporcionando acesso às empresas listadas nos EUA.

Similar Posts