O que é Fiagro e como investir?

O agronegócio é um dos setores mais importantes e resilientes da economia brasileira, contribuindo significativamente para o PIB do país e gerando milhões de empregos formais.

Com a crescente busca por alternativas de investimento nesse segmento, surgiu em 2021 uma nova oportunidade para investidores: o FIAGRO (Fundo de Investimento no Agronegócio).

Neste artigo, vamos explorar o que é o FIAGRO, como funciona esse investimento, suas principais vantagens, as diferenças entre FIAGRO e FIIs (Fundos de Investimento Imobiliário) e como investir nessa modalidade.

O que é Fiagro?

O FIAGRO é um tipo de fundo de investimento que tem como objetivo aplicar recursos nas cadeias produtivas da agroindústria. Ele permite que os investidores aportem seus recursos em ativos relacionados ao agronegócio, como imóveis rurais, participações em empresas do setor, ativos financeiros, títulos de crédito e outros valores mobiliários integrados à cadeia agroindustrial.

Similar aos Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs), o FIAGRO é regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). É uma forma de participar do agronegócio brasileiro, abrindo caminho para pequenos e grandes investidores adentrarem nesse setor da economia nacional.

Fiagro, como funciona esse investimento?

O FIAGRO funciona de forma semelhante aos FIIs, com a distribuição periódica de proventos aos cotistas. Os resultados líquidos das operações do fundo são distribuídos mensalmente e proporcionalmente aos investidores, que podem receber dividendos isentos de Imposto de Renda, desde que o fundo possua, no mínimo, 50 cotistas, cada um com participação máxima de 10% no total das cotas.

Uma das principais vantagens do FIAGRO é que ele permite uma tributação mais favorável para os investidores. Enquanto nos FIIs o investidor pode ser tributado pelo ganho de capital ao integralizar um imóvel no fundo, no FIAGRO a tributação ocorre somente quando há realização de ganho patrimonial.

Quais os tipos de Fiagro e onde podem investir?

A CVM estabelece três tipos de FIAGRO:

Fiagro-FIDC: Investe em recebíveis do agronegócio, usados para financiar a produção e atividades operacionais das empresas do setor.

Fiagro-FII: Investe em propriedades imobiliárias rurais e pode adquirir títulos de renda fixa do setor imobiliário.

Fiagro-FIP: Adquire participação societária em empresas do agronegócio em fase de desenvolvimento.

Essa diversificação de tipos de FIAGRO oferece ao investidor diversas opções para alocar seus recursos no agronegócio, permitindo investir em diferentes segmentos desse setor.

Fiagro paga dividendos?

Sim! Assim como os FIIs, os FIAGROs também pagam dividendos aos cotistas. A distribuição dos proventos segue a lógica de repartir o resultado líquido das operações do fundo proporcionalmente entre os investidores.

Esses rendimentos são isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas, desde que respeitadas as condições previstas na legislação vigente.

Ao investir em FIAGRO, uma das análises que deve ser feita é o dividend yield pago pelo fundo. Antes de escolher, compare os FIAGROs em relação aos dividendos pagos, se foram consistentes. Compare também o dividend yield de 12 meses ou prazos maiores.

Qual a diferença de FIAGRO e FII?

A principal diferença tributária entre o FIAGRO e os FIIs reside no tratamento da integralização de cotas com ativos imobiliários.

Nos FIIs, ao integralizar um imóvel no fundo, o investidor é obrigado a reconhecer o valor de mercado do imóvel. Isso gera uma tributação pelo ganho de capital, mesmo que não tenha obtido rentabilidade real na transação.

No FIAGRO, a tributação ocorre apenas quando há realização efetiva de ganho patrimonial.

Além disso, enquanto os FIIs são obrigados a distribuir 95% do lucro a cada seis meses, os FIAGROs não possuem essa exigência e podem ser estruturados como fundos fechados.

Quais as vantagens do FIAGRO?

As vantagens do FIAGRO são diversas:

  • Valor inicial baixo para investir;
  • Proventos isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas;
  • Gestão profissional dos recursos;
  • Investimento diversificado em diversos ativos do agronegócio;
  • Alta liquidez;
  • Baixa burocracia e facilidade para comprar e vender cotas;
  • Participação em um setor relevante para a economia brasileira.

Como Investir em FIAGRO?

Para investir em FIAGRO, o investidor precisa procurar um fundo desse tipo disponível no mercado financeiro. É importante analisar a política de investimento do fundo, seus gestores, taxas, histórico de rentabilidade e outros detalhes relevantes antes de tomar a decisão de investir.

Veja o artigo sobre os melhores FIAGROs para compará-los em relação a dividendos pagos nos últimos 12 meses e outras métricas. Nesse artigo, também liberamos uma carteira composta com todos os FIAGROS para comparar a performance do preço e dos proventos.

Conclusão

O FIAGRO representa uma nova e promissora forma de investir no agronegócio brasileiro. Isso porquê ele possibilita que investidores de todos os portes participem desse setor tão relevante para a economia do país.

Além disso, possui vantagens tributárias e variedade de opções de investimento, se tornando uma alternativa atrativa para diversificar a carteira de investimentos.

No entanto, é essencial que o investidor se informe adequadamente e procure o auxílio de profissionais para tomar decisões embasadas e seguras em suas aplicações.

Similar Posts